Compre Online na Loja Coty!

Você não precisa escolher entre a razão e a emoção

Descubra como estas duas forças complementares atuam para fazermos melhores escolhas

Você não precisa escolher entre a razão e a emoção

Descubra como estas duas forças complementares atuam para fazermos melhores escolhas

Você já se perguntou por que é tão difícil tomar decisões? Criar listas intermináveis de prós e contras, lidar com a possibilidade de ficarmos desapontadas ou estarmos cometendo um erro pode frequentemente nos deixar paralisadas. Para complicar ainda mais esse processo, ficamos divididas entre pensar com a cabeça e seguir nosso coração. Afinal, qual deles estará realmente certo?

Quantas vezes alguém não culpou o fato de ter se deixado levar pelos impulsos quando algo deu errado? Aquela oportunidade de trabalho que deixamos passar, um relacionamento que não deu certo ou qualquer outra situação que fez com que a gente se questionasse se não teria sido melhor usar a cabeça. Mas, será que realmente precisamos escolher entre a razão e a emoção?

Razão ou emoção?

Segundo a área da ciência que estuda o cérebro, a resposta é não. Na verdade, as emoções refletem tudo que vivemos e pensamos, tornando-se essenciais para que a gente se conecte com outras pessoas, e principalmente com nós mesmas e nossas necessidades. Cabem a elas garantir nosso equilíbrio interno e, claro, a nossa sobrevivência. Em outras palavras, cabeça e coração não devem ser colocados em lados opostos, como em um cabo de guerra, mas sim serem vistos como os aliados que são.

Conforme a tecnologia se tornou ainda mais presente em nossas vidas, nós perdemos um pouco da nossa capacidade de reconhecer os sinais enviados pelo nosso corpo, incluindo sensações como fome, sede e até as batidas do nosso coração. A habilidade do nosso cérebro de se conectar com o nosso corpo é chamada de interocepção, que é o processo no qual a mente analisa as diversas sensações as quais somos expostas, transformando-as em pensamentos que ajudam a moldar nosso senso de identidade, emoções e lógica na tomada de decisões.

Corpo, mente e coração

Apesar de estarmos acostumadas com a ideia de que o cérebro controla nosso corpo, a ciência indica que há grandes chances de ser uma via de mão dupla. Isso porque nosso corpo é parte da nossa mente, não de um jeito místico ou misterioso, mas biologicamente falando. Na prática, o cérebro está sempre construindo ideias que combinam os sinais do nosso corpo com lembranças de experiências antigas. E são estas sensações e emoções que ajudam o cérebro a unir as informações que nos ajudam a enxergar o mundo do nosso jeito.

E para melhorar sua interocepção, a dica é identificar as emoções com mais frequência e de forma mais específica. Sabe quando a gente se sente meio blá? O que isso realmente significa? Será que estamos tristes? Desmotivadas? Confusas? Cansadas ou aborrecidas? Quando compreendemos melhor nossos sentimentos, o cérebro consegue armazenar informações úteis para serem aplicadas em novas situações, o que também melhora nosso processo de tomada de decisões e nossa própria intuição.

Grandes aliadas

A principal lição aqui é que as emoções não são inimigas da razão, mas sim uma parte indispensável de qualquer decisão que tomamos - e por isso mesmo é tão importante termos consciência delas. Se nós as entendemos, elas podem se tornar nossas melhores aliadas, especialmente em tempos de desânimo, preocupação ou quando temos grandes desafios pela frente.

Todos os dias temos de tomar diversas decisões. Algumas são mais fáceis, outras mais difíceis, mas cada uma delas faz a gente se mover pelos caminhos de nossas vidas. É verdade que sempre tomaremos boas e más decisões, mas o mais importante é sintonizar nossas necessidades, desejos e experiências com nossa intuição. Da próxima vez que tiver uma dúvida, siga seu coração. Pois a razão também estará com você.


Dicas #SigaSeuCoração

Leia também

Nossa intuição diz que você pode se interessar nas dicas a seguir

Produtos com o ativo

Agenda Capilar

Hidrata e dá brilho

Nutre e Reduz o Frizz

Reconstrói e cauteriza

Como seguir a agenda capilar Monange?

É muito simples: você só precisa misturar um dos três finalizadores do kit com o creme de tratamento Base Monange e intercalar os tratamentos conforme a necessidade dos cabelos. Também pode ser aplicado sozinho como um finalizador. Siga a agenda:

Finalizadores
Agenda Dia 1 Dia 2 Dia 3
Semana 1 Hidratação Nutrição Reconstrução
Semana 2 Nutrição Hidratação Nutrição
Semana 3 Hidratação Nutrição Reconstrução
Semana 4 Hidratação Hidratação Nutrição
Multivitamin

Dica:

Antes de iniciar a Agenda Capilar, é importante preparar os cabelos pra receber cada um dos tratamentos. Com extrato de bambu e complexo multivitamínico, o shampoo Monange AGENDA CAPILAR deixa os cabelos prontos e limpos pra você alterar entre hidratação, nutrição e reconstrução.

Veja como este diferencial atua em sua pele:

Monange nutre até a 2° camada* da sua pele. Sabe o que isso quer dizer? Que Monange possui ingredientes que nutrem profundamente, aumentando a elasticidade e deixando sua pele mais bonita.

Experimente e dê à dua pele a melhor nutrição e a hidratação que ela precisa.

Hair-Zoom
Saiba mais
Deixe sua opinião
Selecione uma nota! Nome inválido! Avaliação inválida! Recaptcha inválido!

Avaliação enviada com sucesso

Fechar

Obrigado pela avaliação!

Seus comentários foram enviados para nossa equipe. Pedimos que aguarde nosso retorno.

Fechar